terça-feira, 30 de março de 2010

Costa do Castelo

Quem, de S. José, desce em direcção ao Martim Moniz, avista, na encosta do Castelo, aquele edifício com torreão e minarete, invejável miradouro sobre Lisboa, demais, seguro, nos contrafortes do Castelo...
Se a curiosidade o levar a ver de mais perto esta interessante edificação, que se situa na mesma rua do Teatro Taborda, poderá desfrutar desta vista da Cidade,
que assim se alcança, doutro ângulo, descendo S. Lázaro,

e adivinhar, ao fundo da rua, finalmente, essa intrigante construção que é, afinal,

uma Pensão!, com o mais do que adequado, se bem que estranho, nome de "Ninho das Águias"...

E eu pensando que seria morada de moura encantada ou assim!...

domingo, 28 de março de 2010

Largo da Rosa

As obras não explicam "isto"!...

Palácio da Rosa, entaipado, em ruína ? Património Municipal!...

Brasão de Armas do Palácio dos Marqueses de Ponte de Lima

http://revelarlx.cm-lisboa.pt/gca/?id=610

Recordemos, com um poema seu, o insigne poeta Leiriense, Afonso Lopes Vieira (1878-1946), http://pt.wikipedia.org/wiki/Afonso_Lopes_Vieira, evocado pelo busto, que acima se mostra, da autoria de Francisco Franco.

terça-feira, 23 de março de 2010

Vazadouros de automóveis

Viver em Lisboa, não é fácil!

Logo pela manhã, os automóveis chegam e invadem a cidade; nalgumas zonas, roubam aos residentes os poucos lugares de estacionamento ainda existentes e ocupam selvaticamente os passeios, obrigando os peões a circular na estrada... Curioso é que, logo ali ao lado, há dezenas de lugares de estacionamento vagos..., mas daqueles da EMEL, a pagar. É claro que esta gentinha, que tem carro mas que, provavelmente, não tem dinheiro para o estacionamento, foge para estes redutos lisboetas e quem se lixa é quem lá reside, porque não tem lugar de residente, como acontece nas zonas já tomadas pela EMEL e acaba por não ter onde estacionar, na rua onde reside, a não ser entre sábado à tarde e Domingo; durante a semana, se retirar o carro de ao pé da porta, o melhor, mesmo, é ir estaciná-lo à porta da Câmara, a ver se lhe resolvem o problema... Raio que os parta! Que venham de T.P.!...

domingo, 21 de março de 2010