quinta-feira, 26 de agosto de 2010

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Rua do Passadiço

Que passadiço?... Alguém me sabe explicar a razão deste curioso topónimo?

No 1º andar do nº 73, residiu, em 1936, a então afamada fadista Berta Cardoso. Também o Almirante Gago Coutinho terá tido residência num r/c dessa rua... e, sabe-se lá, quem mais?...

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Diz o povo e... António Corrêa d' Oliveira

O poeta, primeiro Português a ser nomeado para o prémio Nobel (1933), nasceu em S. Pedro do Sul, morreu em Antas, mas viveu em Lisboa onde trabalhou no Diário Ilustrado, como jornalista.

sábado, 21 de agosto de 2010

Da R. Ribeiro Sanches à Tr. do Chafariz das Terras

Tencionando observar de mais perto a casa que foi dos Rey Colaço, desloquei-me à Rua Ribeiro Sanches e o que encontrei no nº 43 não é, por certo, o que se vê e vem descrito e foi residência dessa notável família (ver verbete anterior).

Porém, não dei por mal empregue o passeio. A rua tem motivos que a objectiva guardou

e, afinal, parece-me até que encontrei a casa que buscava, mas do outro lado da rua e com outro nº de polícia, diferente do indicado no artigo em questão ; será esta, então, com o nº 28, "a casa côr de rosa muito portuguesa e muito enfeitada de verdura", onde residia Alexandre Rey Colaço e as suas três filhas

Continuando e sempre a subir, encontrei, de seguida, como motivo de interesse, instalada no nº 32 da R. de S. Caetano, a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

Finalmente, já na Tr. do Chafariz das Terras, ao fundo, o chafariz que lhe dá nome

com parte do Aqueduto a dividir este arruamento da R. do Pau de Bandeira

que, porém comunicam entre si...

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

O PALÁCIO SOTTO MAIOR

Uma foto actual, por Dias dos Reis

e a notícia da construção - 1906

I.P. 1906

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Estacionamento

D.L. 26.04.1974

Um problema que vem de longe, permanece e de que não se avista solução...

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Humberto Delgado

Neste palacete de finais do séc XIX, onde se encontrava instalada a Biblioteca e Arquivo Histórico do M.O.P.T.C.
ficou "esquecida" (?!) esta lápide de homenagem a Humberto Delgado, o "General sem Medo"...