sábado, 30 de abril de 2011

"Solar do Duque"

Há dias deu-me a curiosidade para ir ver como está agora o que terá sido "O restaurante mais típico da capital", onde se ouviram conceituados fadistas. Localizava-se o referido estabelecimento, que levava o pomposo nome de "Solar do Duque", no nº 20 do Regueirão dos Anjos

logo ali, portas meias com a Av. Almirante Reis, e o que encontrei foi apenas este portão verde onde não se vislumbra o mais ténue traço de algum passado feérico...
Adiante. O tempo sempre apaga marcas e memórias e, do que foi, surge inevitavelmente o que é, melhor ou pior, pouco importa, quase sempre diferente. Satisfeito o interesse que ali me levara, decidi aventurar-me por ali adiante e registar alguns trechos verdadeiramente interessantes do arruamento que, por certo, terá sido em tempos um considerável sulco por onde corria água e por onde, presentemente, correm outros fluidos cujo curso, parece-me, mais difícil será de alterar...
Confesso ter sentido um certo arrepio durante o percurso, embora não me tenha cruzado com vivalma, ou por isso, mas a verdade é que achei este local muito interessante. Ora vejam

quinta-feira, 28 de abril de 2011

CAMÕES - AMÁLIA - FADO - TRADIÇÃO

Por causa deste vídeo que encontrei no YouTube, fui à procura da Rua Joaquina, na esperança de, este ano, me associar à festança e poder ainda ouvir a Celeste, a Carminho e sabe-se lá quem mais, acompanhadas duma bela sardinhada e duns copos de tinto... Não foi difícil encontrar a minúscula e simpática rua, que é esta inveja!
Nem me apetecia sair dali, mas, depois de mais umas fotos e conversas, lá voltei à Calçada de Santana, que tomei no sentido descendente e encontrei, então, mais esta interessante novidade para mim - a casa onde morreu Camões

I.P.04

e, na rua defronte, que leva o nome de Martim Vaz, estoutra casa onde nasceu Amália
Praticamente vizinhos, portanto!... se bem que em épocas diferentes...
Entre este morre e nasce, há os que, felizmente, ainda por cá estão e continuam a constituir essa rede de vizinhança vip, como é o caso do sortudo do Diogo...
Pá! há gente com muito fado!...

terça-feira, 26 de abril de 2011

Pró Arte

I.P.

Malhoa, "O Fado"- "o mais português dos quadros a óleo"- para ouver aqui e o seu dedicado amigo e admirador Cruz Magalhães

quarta-feira, 20 de abril de 2011

terça-feira, 19 de abril de 2011

segunda-feira, 18 de abril de 2011

CINE-REX - NOITE CRISTALINA

"Noite cristalina" bem podia ser o título do filme em exibição no velho Rex ou da peça de teatro em cena no Teatro Laura Alves... mas não! é tão só o nome da "residencial local" que ocupa agora o espaço que já foi de outras artes... mais ou menos cristalinas!

sábado, 16 de abril de 2011

NUTRICIA DE LISBOA

(I.P.)

A leitaria modelo do Campo Grande, Malpique, fabrica e comercializa um produto inovador - "o leite homogenisado e esterilisado". Para que conste - em 1911 havia, em Portugal, quem já se preocupasse com as questões de higiene e segurança alimentar...

sexta-feira, 15 de abril de 2011

quinta-feira, 14 de abril de 2011

ARRABALDES DE LISBOA

O Senhor Roubado, a cabeça de Stª Brígida, a aldeia de Telheiras, o Paço do Lumiar...
(I.P.)