terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

No CARNAVAL

"O Suplício de um beijo" - Desenho de H. Collomb

I.P. 1915

De facto, o Carnaval já não é o que era! Desde logo porque, antigamente, se festejava com mais agasalhos e agora é o que se vê - o mínimo!... porventura efeitos da crise... Seja como for, "Ria-se e divirta-se o povo, se sente ainda vontade para isso no meio de tantas pregações de tristeza que lhe fazem e decerto que, se o fizer, fá-lo-á de maneira que não pareça buscar na folia o atordoamento grosseiro dos sentidos para desprezar todas essas pregações, mas um pouco de alívio e descanso para o seu espírito atormentado"...

...e, quando despertar deste Carnaval, verá que tudo está muito melhor; tanto mais que este Fevereiro, dificilmente podendo ser mais frio e chuvoso, faz prever algumas melhorias, não é? Melhor explicando, se tivéssemos aí um mês luminoso e cálido, isso, sim, proverbialmente indiciaria desgraça, já que "Fevereiro quente, traz o diabo no ventre"; agora assim, com um Fevereiro destes, lícito será, e contrario, augurar um belo ano! Divirtam-se, pois!...

(Agradecendo a quem deixou o comentário a solicitar esclarecimentos acerca de H.Collomb, aqui ficam os links para páginas onde se recorda a obra deste notável artista português, radicado no Brasil a partir dos anos 30, autor de "Os 7 Pecados Capitais" - a Soberba, a Avareza, a Luxúria, a Ira, a Gula, a Inveja e a Preguiça, representando e representadas através de individualidades da 1ª República Portuguesa

http://memoriasimagens.blogspot.com/search/label/Collomb

http://www.brasilcult.pro.br/recordacao/paineis/painel23.htm

http://lambiek.net/artists/c/collomb_hipolito.htm )

4 comentários:

  1. Bem a propósito!
    E já agora sabes dizer-me que foi H. Collomb?
    Gosto muito daquele traço.
    Abraços.
    Eu

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem que pergunta, pois assim dá ensejo de recordar este notável português. Aqui tem:
    http://memoriasimagens.blogspot.com/search/label/Collomb

    ResponderEliminar
  3. Muito obg. MLisboa.
    Que tristeza a de um povo que não estima os seus.!Para serem reconhecidos, exilamm-se, e outros chamam-lhes seus. Quantos não haverá assim?
    Mais uma vez Obg. por esta lição de história e tb. a todos quantos a divulgam como é o caso dos sites acima referidos.
    Eu

    ResponderEliminar