sábado, 10 de dezembro de 2011

LISBON MEMORIES


D.L.

Correspondente do "Times" em Portugal, Marsden recorda, como se português fosse, Lisboa de 1885, afirmando que "o melhor de tudo era o teatro de Ópera em S. Carlos" onde se ouviu "o que de melhor havia de óperas e de cantores de fama mundial"; lembra também com saudade os que fizeram parte das suas relações comerciais, louvando-lhes a lealdade, a honestidade e a palavra que valia sempre um compromisso que era sempre cumprido.
Que orgulho desses portugueses de então que assim serão lembrados!

2 comentários:

  1. Se fosse agora, já não diria o mesmo... a começar pelo governo...

    Beijinho

    ResponderEliminar