domingo, 20 de junho de 2010

um FILANTROPO - o Conde de Agrolongo

Conforme regista o Dicionário "Editora", filantropo designa que ou aquele que trata de melhorar a situação dos homens. Tal foi considerado , José Francisco Correia, um emigrante ilustre e altruísta, a quem D. Carlos deu título de Conde de Agrolongo, assim lhe reconhecendo a nobreza que, mais do que a do sangue marca os homens, a nobreza de espírito.
A lembrar este homem que, com os mais desvalidos partilhou os seus bens, esta lápide que assinala o edifício que foi "Creche de Santa Helena para a Infância Pobre - Instituída e mantida a expensas do Conde de Agrolongo" e que foi posteriormente Instituto; na Tr. do Possolo, em Lisboa.
Ocorrer-me-ía perguntar -Ainda haverá FILANTROPOS, é raça em extinção ou já acabou mesmo ? Pois não! Também, nem admira!...

4 comentários:

  1. Gente que tanto fez e que tão esquecida anda!... Obrigado pelo coment., Manuel
    O.

    ResponderEliminar
  2. E convém não esquecer o antigo asilo de Braga, hoje convertido em lar de idosos, sedeado num edifício imponente, no centro da cidade, mais propriamente no Campo da Vinha e que tem valido a gerações e gerações de homens e mulheres desfavorecidos ou mesmo abandonados!

    ResponderEliminar
  3. Ola, sou Peralta do Brasil. E estou a procura de minhas origens ai em Portugal. Minha pista mais próxima é Waldomiro Villet Peralta...meu bisavo!
    Abraços

    ResponderEliminar