sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

AMÁLIA no CCB

Já cheguei ao entardecer

e aproveitei logo para ir aquecendo a minha inseparável Nytech. À entrada, dá-me as boas-vindas o Néctar da Joana Vasconcelos...

Após alguns corredores e escadas, eis-me nas imensas salas onde se pretende dar uma visão da carreira de Amália mostrando alguns vestidos da artista, cartazes de concertos

revistas, jornais, capas de discos

vídeos e imensas fotografias

imensas fotografias

que, em muitos casos, se perdem nas enormes paredes que as acolhem

"Agarrou-me" essa fotografia de Amália,

esse painel com montagem de várias fotografias da fadista

mas, acima de tudo, esse local mágico onde dançam os três Corações Independentes - o Vermelho, simbolizando o Fado, o Amor; O Dourado, que representa o ouro e a Tradição; o Preto, que simboliza a Morte, a Dor e o Sofrimento.

Está de parabéns a Joana Vasconcelos a quem Engenho e Arte não faltaram!

2 comentários: