quarta-feira, 10 de junho de 2009

DIA DE PORTUGAL

Cantando espalharei por toda parte, Se a tanto me ajudar o engenho e arte
As armas e os barões assinalados, / Que da ocidental praia Lusitana, / Por mares nunca de antes navegados, / Passaram ainda além da Taprobana, / Em perigos e guerras esforçados, / Mais do que prometia a força humana, / E entre gente remota edificaram / Novo Reino, que tanto sublimaram; E também as memórias gloriosas / Daqueles Reis, que foram dilatando / A Fé, o Império, e as terras viciosas / De África e de Ásia andaram devastando; / E aqueles, que por obras valerosas / Se vão da lei da morte libertando;
in Os Lusíadas - Canto I, de Luís Vaz de Camões
O INFANTE ...
Quem te sagrou criou-te português.
Do mar e nós em ti nos deu sinal.
Cumpriu-se o Mar, e o Império se desfez.
Senhor, falta cumprir-se Portugal!
in Mensagem, de Fernando Pessoa
Hino Nacional, interpretado pelo Coro do Teatro S. Carlos.
video

5 comentários:

  1. Parabéns! Sempre oportuna.Portugal vai cumprir-se tenho a certeza! provavelmente de uma forma diferente da desejada por Pessoa. Eu acredito que sim!
    Bem hajas.
    Mts.abraços
    Eu

    ResponderEliminar
  2. AINDA BEM QUE TENS A CERTEZA!... Eu, nem por isso...
    Bjão
    OP

    ResponderEliminar
  3. Olá Amiga, eu também estou incrédulo quanto a cumprir-se Portugal, já em tempos fiz um video sobre o Mar Português e Fernando Pessoa, e ao colocar esse poema com a voz do João Braga, me perguntei a mim próprio, quando é que o sonho de Pessoa seria realidade, mas pelo que se vê, ainda continua no campos dos Sonhos. Boa Amiga Um Bjinho e POrtugal Sempre, nem que seja só em sonhos. Américo

    ResponderEliminar
  4. Porém, meu amigo, se "eles não sabem",nós sabemos "que o sonho é uma constante da vida"...
    Bjinho
    OP

    ResponderEliminar
  5. Aí que temos Poeta por aqui...................

    ResponderEliminar